Naruto New Rpg

Conectar-se

Esqueci minha senha



Últimos assuntos

» Ficha de Florence Welch
por IndieGente Qua 23 Dez 2015, 11:31

» alguem Vivo??
por IndieGente Qua 12 Nov 2014, 16:30

» ???
por Cimimaru Qui 28 Ago 2014, 10:57

» Catálogo de Poderes
por Coveiro Dom 03 Ago 2014, 17:57

» Regra de Status
por Coveiro Ter 22 Jul 2014, 20:55

» Regra de Pontos de Débito
por Coveiro Ter 22 Jul 2014, 20:32

» Catálogo de Habilidades
por Coveiro Ter 22 Jul 2014, 20:02

» Catálogo de Raças
por Shadow Ter 22 Jul 2014, 19:03

» Testando denovo
por Brunna Seg 21 Jul 2014, 14:17

» Sayōnara - サヨナラ
por Oly Seg 21 Jul 2014, 00:44

Os membros mais ativos da semana

Convidado
Parceiros
Shinobi History

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 I am the Error em Ter 17 Jun 2014, 17:27

avatar

Xeto


Kazekage

Registro Ninja
HP HP:
5200/5200  (5200/5200)
Chakra Chakra:
4700/4700  (4700/4700)
Stamina Stamina:
1000/1000  (1000/1000)

Lugar como na imagem, muito calmo.



Não se aproxime muito de pessoas, sabe, quanto mais perto, mais difícil enxergar é !!!
Ver perfil do usuário

2 Re: I am the Error em Ter 17 Jun 2014, 18:36

avatar

Xeto


Kazekage

Registro Ninja
HP HP:
5200/5200  (5200/5200)
Chakra Chakra:
4700/4700  (4700/4700)
Stamina Stamina:
1000/1000  (1000/1000)
Eu sou o erro que solucionou os seus problemas

Estava cançado da vida que leva-va como Kazekage da vila, não poderia dormir pelo fato de portar consigo um monstro de caldas, era algo que não deveria ser monstrado ao publico, ou até mesmo em uma batalha, como muitos falam é um demônio de caudas. Podem afirmar que quem porta consigo esses demônios são condenados a uma mera vida de infelicidades.
Me dirigia até o local mais sagrado da vila, era um lugar de páz aonde este era reservado apenas para o seu kage, e como aquele dia era de extremo tédio iá até este local para meditar.
Apos algum tempo de olhos fechados me surpreendo, algo acaba-va com o silêncio do local que estava a gritar meu nome:
- Okumura, Seu maldito
O garoto já tinha ouvido aquela voz anteriormente, mais não se lembra-va de quando tinha escutado-a, era muita familiar e a atormenta-va todas as noites, pois o seu demônio de caldas era diferente de todos os outros, tomava posse de seu corpo quando o mesmo dormia, então para evitar isso o garoto passava todas as noites acordado esperando a noite acabar com a mesma voz atormentando em sua cabeça, era enlouquecedor.
Se dirigia naquele local escuro até aonde essa voz me chamava, era um voz maginifica para os ouvidos do garoto, quase igual a do mesmo, uma voz com um tom monstruoso que impunha pode sobre as pessoas apenas com algumas palavras, essa era a voz do garoto.
Continuava andar, o caminho parecia ser infinito, até ver uma grande cela em minha frente bloqueando o caminha que estava seguindo, olhava para dentro dela e podia ver um olho vermelho, já sabia oque era, mais queria ter a certeza doque é, falava:
-Apareça, Ichibi no Shukaku - Escutava :
-Hahahahaha, você me conhece mesmo, Okumura- Falava uma voz demôniaca
-Como pensei, é você Shukaku, porque está me atormentando ? - Respondia o demônio :
- Eu ? Não estou lhe atormentando, não tenho culpa se você entrou em seu conciênte. Mas já que está aqui, porque você não me deixa sair ? Vamos, remova esse papel que esta aí nesta porta ! - Falava o Shukaku
O Garoto então refletia sobre as velhas histórias de seus âncestrais, nenhum deles havia dominado de fato o ichibi, era o demônio mais forte de todos, e concerteza para dominar-lo não seria do mesmo modo que todos. O selo que ele mandará retirar, era um selo, de fato o garoto conhecia este selo de alto nivel.
-Ichibi, você acha que sou burro ? Este é um selo de selamento, se está aí, é para deixar-lo aí - respondia o garoto.
-HAHAHAHAHAHA, não me faça de tolo, vivi por 21 anos dentro de seu corpo, não quero ficar preso aki mais nenhum segundo, vamos, retire-o !!! - Falava o demônio
- Você não é alguem que poça colocar ordem sobre mim, Ichibi. Eu sou o seu líder, e nada você podera fazer quanto à isto.
O silêncio era posto novamente, o demônio se calava, era um alívio, mais mesmo assim, eu não saia daquele local escuro em que me encontrava, parecia que eu deveria resolver algo com aquela besta, mais oque seria, e porque eu. Questionava-se o garoto.
Apos pensar sobre tal fato por algum tempo, o garoto pensava em possivelmente tentar alguma aliança com a besta enquanto ela a interrompia falando:
-Uma aliança? não me faça rir, porfavor !!! hahahahaha
Ignorava o demônio, mas mesmo assim sua risada concerteza estava no eco, e com isso poderia escutar-la plenemente, logo oque ela queria falar estava certo, pois se nenhum dos ancestrais conseguio dominar-la por que à odia-vam.
O Pensamento era interrompido, era engraçado, eu era o único de todos eles que afirma não odiar o Ichibi, e seria por isso o fato dele me atormentar tanto, será que ele teria medo de mim apenas pelo fato de eu não odiar-lo... Novamente o demônio falava:
-Ei, não se engâne, eu não tenho medo de você.
-Como você lê meus pensamentos ? pelo oque eu sei, bijuus não podem fazer isso !- Retrucava o Garoto



Não se aproxime muito de pessoas, sabe, quanto mais perto, mais difícil enxergar é !!!
Ver perfil do usuário

3 Re: I am the Error em Ter 17 Jun 2014, 19:31

avatar

Xeto


Kazekage

Registro Ninja
HP HP:
5200/5200  (5200/5200)
Chakra Chakra:
4700/4700  (4700/4700)
Stamina Stamina:
1000/1000  (1000/1000)
Eu sou o erro que solucionou os seus problemas

Ichibi falava:
-Eu não sei, é estranho, não conseguia se comunicar com seus ancêstrais assim, mais mesmo assim, retire esse papel daí !
O Garoto continuava a pensar, porque somente com ele, sera que o laço entre ambos era mais forte doque o esperado, esse era o pensamento que ficava na mente do garoto naquele momento. Ichibi era grande, e concerteza iria trazer grandes bêneficios em luta caso fosse um aliado, no caso, o meu aliado.
Mas mesmo assim não poderia desconciderar o fato de que ele praticamente matou os meus ancêstrais, e foi por causa dele que a vila de suna foi atacada várias vezes, não poderia aliar-se a um monstro tão desprezivel como este, não era algo que o garoto queria de fato.
Apos passar um longo tempo meditando, ainda naquele lugar escuro, o garoto percebeu que não iria sair dalí até provar alguma coisa, alguma coisa para sí mesmo e para o ichibi, algo que unisse ambos a um laço mais forte ainda.
-Ei, se você quer se unir a mim, não basta apenas ser você !- Falava ichibi
De fato a maneira como eu dominaria o Ichibi deveria ser diferente, pois de todos os demônios ele era o mais díficil de conseguir uma amizade, simplemente pelo fato de todos odiar-lo.
-Como assim, explique-me !-Falava o garoto
-Eu não vou lhe conceder as respostas, se você quer ser meu aliado, faça por sí mesmo, eu sou um monstro, não um aliado, mesmo se você tiver o meu controle, não é como se eu fosse lhe conceber todo o meu poder. Eu sou liberta-do quando você dorme, todos os meus Jinchuurickis tem plena conciência disso, e é aí que eu me liberto, seu selo é quebrado, na verdade, este selo da porta é apenas para enfeite, quando você esta acordado, ele é mantido, quando você dorme, ele é libertado.-Falava o demônio
Voltava a se questionar, como iria dominar algo assim, não há lógica, ele não é aberto como os outros, até mesmo Kurama é mais feroz que este Demônio e já foi dominada, mais se este selo pode ser desperdado ao dormir, porque eu não o abro à força.
-Isso, vamos, abra-o - Falava Ichibi
-Para de ser tolo, Ichibi, você mesmo falou: que este selo só pode ser aberto quando o jinchuuriki adormese, ou seja, se eu quebrar isso, você não irá despertar como espera, apenas ira me obedecer, com você não adianta-ra ser amigavel, não é mesmo ? Mais mesmo assim, você tem um grande poder, e quero que você empreste-o para mim, como um pedágio para a moradia de meu corpo.
Ichibi curva-se, certamente iria me emprestar tal poder e falava:
-Sim, eu lhe empresto
O Garoto direcionava-se até a porta e retirava o selo abrindo a porta, adentrava a porta, com aquele grande monstro ainda curvado, era estranho, a nossa semelhança era tanta que até mesmo era dificil de negar que nós eramos um só.
-Entenda garoto, eu não sou amigavel, ao lhe emprestal meu poder, não quer dizer que eu vá ajudar-lo, então, não durma !!!
-Ok - Respondia um garoto com um breve sorriso - Porque não podemos ser amigos ? É tão humilhante assim para o seu titulo, eu sou Kazekage, não há para que se curvar diante de mim, eu não sou uma ameça, e como eu não tenho amigos, eu poderia ter você como um, oque me diz ?
-Isso é estranho, você é muito parecido comigo, você tem coragem para falar sobre ser amigo com um demônio, mais como você mesmo falou, você é meu líder, e isso não pode ser mudado, nosso laço é forte, e sempre poderemos se comunicar atraves dos pensamentos, é claro, vamos ser amigos sim, experimentar novas coisas é sempre gratificante. Seu posto é digno de me ter como seu dono, então eu vou respeita-lo até o momento que você fraquejar, até lá, me demonstre o seu verdadeiro poder, me monstre quem você é de verdade !!! - Dizia Ichibi
-Você sabe melhor doque eu mesmo, não sou de me conter em uma luta, e com o seu poder, não precisarei me conter, pois confio em você, apesar de ter ferrado meus ancêstrais. O mundo é cheio de erros, e há uma pessoa que pode mudar isso, essa pessoa sou eu, "Eu sou o erro, que irá corrigir os seus problemas" !!!
-Esses pensamentos, são iguais aos meus, nunca achei uma pessoa que pensasse tão igual, talvez fossemos para estar junto
Okumura então estica seus punhos em direção a face do grande monstro da sua frente, ichibi estranhou o ato, mais devolvei com um toque de punhos afirmando a nossa aliança daqui para frente.



Não se aproxime muito de pessoas, sabe, quanto mais perto, mais difícil enxergar é !!!
Ver perfil do usuário

4 Re: I am the Error em Qua 18 Jun 2014, 11:22

avatar

IndieGente


Líder ANBU Ne | Líder Clã Terumi

Registro Ninja
HP HP:
5700/5700  (5700/5700)
Chakra Chakra:
8650/8650  (8650/8650)
Stamina Stamina:
1550/1550  (1550/1550)
Falas e pensamentos não são contados no número de linhas, sendo assim, o primeiro post teve 34 linhas e o segundo 29.
Rpp



"Obrigada por acreditarem na minha bizarrice."
-Katy Perry


Ficha | Jutsus
Instagram
Acompanhe meu trabalho fotográfico também nas redes sociais.
Ver perfil do usuário

5 Re: I am the Error em Qua 16 Jul 2014, 23:22

avatar

Xeto


Kazekage

Registro Ninja
HP HP:
5200/5200  (5200/5200)
Chakra Chakra:
4700/4700  (4700/4700)
Stamina Stamina:
1000/1000  (1000/1000)
1°: Eu sou o erro que solucionou os seus problemas

 Retirava-se do gabinete, um tédio perseguia o garoto, a vila estava parada, não sabia se a mesma teria um futuro a sua frente, de fato, era a vila mais fraca. Mas o que importava no momento era relaxar, e qual o melhor modo de relaxar se não for meditação. A meditação é considerado por muitos algo sagrado e único, aonde você consegue sentir-se no interior do seu "eu", descobrir suas falhas e também averiguar-se mentalmente de seus atos do dia a dia, procurando o seu verdadeiro "eu".
 Sentava-se no meio das pedras e logo adaptando a posição de meditação. Podia me lembrar perfeitamente oque meu mestre me falo um dia: Nunca fale aquilo que não pode ser comprido, e nunca faço algo que não possa ser descrevido, isto lhe torna um mestre sábio.Já no estado de meditação podia ouvir perfeitamente o ambiente à sua volta, este lugar não poderia ser revelado as pessoas apenas por apreciação, era um lugar sagrado de plena concentração espiritual do seu ser. O Ambiente era algo inimaginável perto de Suna, que era uma vila desertica, este lugar era bonito e com muitas árvores no local.
 A vista do garoto começa a apagar e os sons parando de ser ouvido, sabia exatamente oque estava acontecendo, um estado de meditação aonde provavelmente poucos poderiam entrar, o estado inconciente aonde você vê verdadeiramente quem é o seu "eu" dentro de sí.
 Abria os olhos no seu inconciente e não via nada, estava realmente escuro, seria mesmo aquele meu inconciente. Começa a andar aonde não podia se ver nada, ao fundo oque parecia uma luz, claro direciona-va para ela caminhando vagarosamente sobre a água que estava embaixo do meus pés.
 Ao chegar perto se via no mesmo local sagrado com outro "eu" meditando parado no meio das pedras, que logo virava-se para questionarme, ao olhar seus olhos podia perceber que aquele não era "eu" mais sim, um outro lado, um lado obscuro.
 Logo o mesmo começava a tagarelar:
- Como pode ver, eu sou o seu verdadeiro "eu"
 O garoto não falava nada a questão disto, estava um pouco confuso sobre a situação que estava, mais nada mudava o seu modo de pensar, sua mente era focada em algumas coisas que eram imutáveis. Seus pensamentos eram originais e únicos.
- Ah, para de se achar, e enfrente-me - Falava o meu outro "eu"
 Começava a andar em direção ao mesmo sem tomar as devidas providencias que eu deveria tomar, que seria enfrentar-lo em um combate, uma vez um mestre me disse: Você pode andar sobre este mundo sozinho. Mas se andar em companhia provará que esta acima do mal.Ele era de fato muito sábio sobre as coisas do mundo.
-Vamos, ataque-me - falava o meu outro "eu"
 Se a existência de outro "eu" dentro de mim for verdadeira, era porque eu não estava em perfeita Harmonia com o meu corpo, para todos os mestres do mundo é essencial que ele conheça todos os seus lados, o bom e o mal e controlar os dois de forma sábia. Continua-va a andar até chegar bem proximo do corpo do seu outro "eu" e falava:
- Você está em mim, claro, como eu pude esquecer-lo, me desculpe.
 Logo um abraço era dado em seu outro "eu", que começa a chorar, eu entendia este lado porque ele era "eu", não existe duas pessoas em uma só, somos todos apenas um, com um único espirito de luta incomparável, com determinações identicas, um lutando pelo outro enganando seus sentimentos, se tornando cada dia uma pessoa mais forte, essa é a junção do "Bem" e do "Mal", a junção que nos leva para sabedoria, uma junção única aonde apenas você conhece quem realmente é, e assim pode perceber oque faz você ser tal pessoa que é, é desta união que meu mestre sempre me falou, não falava normalmente com palavras claras, mais sim de um outro sentido que só entenderia quando eu fosse capaz de compreender-lo.
Era por isto que este lugar era sagrado pelos membros da auto-elite de suna, um lugar de paz aonde quase todos que entraram mudaram seus pensamentos sobre o mundo, mudaram seu modo de pensar sobre a sociedade refletindo que seus atos eram inuteis perante a mesma, seus atos não são nada se você não tiver um objetivo concreto, um sonho, meu mestre sempre me falava: Para que viver se você não tem oque seguir... A vida é algo bom, mais deve ser aproveitada com suas ideologias. Não devemos ser muitos apressados com o mundo, mais ir adquirindo experiência diante das situações que a vida lhe coloca. Se você não tiver sonhos ou objetivos, a vida vai fazer com que seja duradoura e lenta, além de não ser nada aproveitosa. Já se você tiver seus objetivos e sonhos ela sera aproveitada. Mais nunca queira muito, pois oque quer muito, os céus tiram. Conserteza ele erá sábio, suas palavras não era entendida por muitos e nem praticadas por outros, mais aquele que as precia-vam eram sábios, sábios por saber escutar e aprender.
 O corpo do meu outro "eu" iria desaparecendo, juntamente com as lágrimas que caiam do seu corpo, se juntando a brisa que trazia aquele local severamente calmo e com o contato da natureza, uma vida passada diante dos olhos que era tentado ser esquecida.



Não se aproxime muito de pessoas, sabe, quanto mais perto, mais difícil enxergar é !!!
Ver perfil do usuário

6 Re: I am the Error em Sex 18 Jul 2014, 07:19

avatar

Xeto


Kazekage

Registro Ninja
HP HP:
5200/5200  (5200/5200)
Chakra Chakra:
4700/4700  (4700/4700)
Stamina Stamina:
1000/1000  (1000/1000)
2°: Eu sou o erro que solucionou os seus problemas

 Logo após derrotar o meu lado maligno, me via novamente diante de uma grande escuridão, pisando novamente sobre uma água, começava a andar novamente naquela escuridão aonde não se sabia se iria chegar a algum lugar, ou se iria conquistar alguma coisa, mais algo me atormentava, pois eu era um jinchuriki e ainda não tinha me encontrado com meu bijuu, mesmo após ele ter falado comigo.
Mais ao decorrer deste longo caminho chegava a uma espécie de gaiola, ou melhor, um grande portão, algo estava dentro do mesmo, provavelmente seria o bijuu, logo o mesmo então começava a falar:

- Sou eu, Ichibi, você deve saber muito sobre mim, pois seus ancestrais me odiavam !

Isto era realmente verdade, mais não contra-atacava com palavras, nem com sentimentos, permanecia com a cabeça abaixada relembrando de tudo oque me falavam sobre o ichibi, eram coisas terriveis, apesar de ser o mais fraco dentro todos os bijuus, ichibi poderia causar desespero e dor, ele era forte de certa forma, mais ainda sim ele era o mais fraco, ou sera que os seus portadores eram fracos.

- Na verdade, nunca fui dominado antes, e nem pretendo ser.

Era uma tristeza pensar que ninguem nunca dominou-o antes, então sua vida alí naquele buraco permanecia diante anos, sem comunicar-se, sem fazer amigos, sem criar laços com os seus portadores, mais ao contrario disto, ele vivia com ódio e talvez medo, medo de que não pudesse achar o seu jinchuriki compreensivo, que tivesse sofrido as mesmas dores, a dor da solidão.

- Você esta certo, nunca tive laços e nem amigos, não preciso ter-los para conseguir sair daqui, basta apenas você dormir.

Era sempre assim, quando o portador do ichibi dormisse ele dominaria o corpo do mesmo, então nunca durmi em esperança de que isso não ocorresse e acabasse estragando a vila inteira, falava o garoto:

- Eu sempre tive determinação, eu sempre tentei ser o melhor, mais mesmo assim por causa de você eu sofri uma dor de não ter laços e andar na solidão. Eu sou como você, e você é como eu, porque não unirmos forças ?

- Nem pensar, você vai querer me dar ordens ! - falava ichibi

Bem, eu nunca gostei de dar ordens, meu mestre sempre me falava: Um bom líder não é aquele que dá ordens, mais sim, aquele que vai ajudar quando é mais preciso. Ou seja, não iria ordenar o ichibi, só queria ser amigo de alguem que viveu algo assim como eu, deve ser muito pior para o ichibi doque para mim, que fica trancado enjaulado sem poder ver nada.

- Você sabe que eu não ordenarei você a fazer oque não quer, eu quero ser seu amigo, talvez apenas porque você nunca teve amigos antes, porque não tentar evoluir ? - falava o garoto

- Você pode ter razão, na verdade ninguem nunca entrou no conciênte para falar comigo, por isso eu dominava os outros, mais com você é diferente, eu não consigo dominar-lo apenas pela sua força de vontade, você é muito mais forte doque eu imaginava.

De certa forma, deveria ter funcionado meus argumentos contra o ichibi, ele era solitario conserteza, era como eu, e nós dois juntos vamos mudar isso, vamos ser o melhor um para o outro, então com um passo a frente o pequeno garoto Okumura dirigia-se até a gaiola e abria o selo que estava na mesma, liberando o ichibi, então ele começava a sair da mesma falando:

-Liberdade, como é bom liberdade

- Lembre-se, não estou lhe dando liberdade, você ainde é meu !

Esticava o punho na direção da cara de ichibi em forma de comprimento, ele compreendeu meu pensamente e com o seu punho tocou o meu punho, afirmando ali uma alinça de bijuu e jinchuriki. Quem saberia o poder desta força, deveria ser testada, não precisaria ser contra oponentes fortes, nem contra oponentes fracos, o veredito viria de acordo com o passar do tempo, as eras mudavão o tempo todo, os destinos pareciam não mudar, shinobis cada vez mais fortes e com expressões malvadas estavam dominando o mundo, porque tais ideologias se todos iriam conviver com paz entre sí, isso tudo porque eles querem mais poder, e para obter tais poder porque não com as bestas de caudas, mais é claro que isso não seria permitido, não pela força de união de ambos.



Não se aproxime muito de pessoas, sabe, quanto mais perto, mais difícil enxergar é !!!
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum